Arquivos mensais: agosto 2016

Cerveja Bodebrown Cacau IPA

Cerveja Bodebrown Cacau IPA

Fala galera cervejeira!!! Tudo bem com vocês???

Minha gente, esses últimos dias estou muito contente, mas muito contente mesmo! E por que BMdC? Nesses últimos dias e posts, falei de cervejarias que há muito tempo gostaria de conhecer, de experimentar e de falar também para quem acompanha esse blog. E hoje falaremos de uma cervejaria que é lotada de história, respeito e vitórias. Diretamente da República de Curitiba – PR, a excelente Cervejaria Bodebrown, e a representante da cervejaria no post de hoje é uma cerveja extremamente aromática e saborosa, com vocês: a Bodebrown Cacau IPA!

A Bodebrown pode se orgulhar de ser a primeira cervejaria escola do país, e desde 2009 ela criou sua trajetória de vitórias e conquistas. Mas como foi que ela nasceu?? Porque esse nome diferente?? Pesquisando no site da cervejaria (www.bodebrown.com.br) encontrei de forma detalhada sua história, e de tão bonita, resolvi postar ela na íntegra aqui no Blog. Peço licença para o pessoal da Bodebrown em mostrar sua bela história:

“Primeira cervejaria escola do país, a Bodebrown foi fundada em 2009, pelo pernambucano Samuel Cavalcanti e pela paranaense Andrea Cordeiro Pinto.

Samuel nasceu em Arcoverde, interior de Pernambuco. Veio para Curitiba ainda pequeno com toda a família, acompanhando o pai, representante de uma empresa de produtos médicos e hospitalares. Decisão tomada, a família chegou às vésperas do inverno. Sobreviveram às geadas, se adaptaram e por aqui criaram raízes.

Samuel estudou química industrial. No terceiro ano, se apaixonou por microbiologia das bebidas – em especial a da cerveja. O trabalho de conclusão de curso foi a criação de uma fábrica de cerveja. Fez seu primeiro curso de produção de chope. Ganhou então dois livros: um sobre como fazer bomba atômica (a conhecida Yellow Cake) e outro com o título a Bíblia do Cervejeiro. Acabou escolhendo o segundo. Em seguida, realizou cursos em Berlim (no Instituto de Pesquisa e Treinamento de Cervejaria) e em Chicago (Instituto de Tecnologia Siebel), sobre cervejas artesanais.

Andréa é natural de Curitiba. Estudou Administração e se especializou em Gestão de Novos Negócios. Concluiu o curso em 2004, com o tema Microcervejaria. Em 2009, com a cerveja Wee Heavy, a Bodebrown inaugurou sua produção. Em seguida abriu a escola de cervejaria, que funciona em anexo, e a loja de insumos, se configurando também como um centro de conhecimento e de propagação da cultura da cerveja no país.

O nome Bodebrown nasceu de uma homenagem às raízes da família, que por gerações criou bodes no interior de Pernambuco. “Como bom nordestino, liguei para consultar minha avó, que disse: ‘meu filho, tem que buscar suas origens. Você só está aí por que seus bisavós e tataravós criavam bode’”, relembra Samuel. Ao desligar, tocava no rádio a música “I Feel Good”, de James Brown. Ele juntou as duas coisas e começava assim uma das marcas mais reconhecidas entre as cervejarias brasileiras.”

Cerveja com bela espuma branca de ótima formação e duração.

A Cacau IPA é fruto de uma parceria entre o pessoal da Bodebrown com a cervejaria norte-americana Stone Brewing, vendida em garrafas muito bonitas, que lembram uma garrafa de refrigerante retrô com 330 ml e com 6,1% de graduação alcoolica, ela é uma cerveja de coloração cobre, com espuma branca de ótima formação e duração, seu aroma tem bastante presença do cacau por causa da fruta em forma de “nibs” (nibs são os fragmentos da amêndoa de cacau) que é utilizado durante a fervura e maturação, além do aroma do cacau, ela também tem aroma cítrico de forma mais sutil, e o sabor segue seus aromas com um início de gole adocicado e saboroso, com o sabor do cacau mais acentuado, mas no final do gole os lúpulos que compõem a receita da Bodebrown Cacau IPA trazem um amargor médio, sem ser muito agressivo, uma cerveja para quem gosta de aroma e sabor intenso.

E a Bodebrown Cacau IPA pode ser encontrada em lojas especializadas em cervejas tanto físicas quanto virtuais. Se você já experimentou a Bodebrown Cacau IPA, conta pra gente o que achou dela, se gostou, se não gostou, pode ser tanto aqui abaixo quanto no nosso e-mail bebacomagente@blogmundodacerveja.com.br.

Grande abraço à todos que acompanham esse blog que é feito com tanto amor e carinho. Saúde à todos!!!

Cerveja Vedett IPA

Cerveja Vedett IPA

Olá galera cervejeira, tudo bem com vocês??

A cerveja de hoje confesso que fazia um bom tempo que estava à procura, e graças aos meus grandes amigos do Instagram @vaiumabrejaai (quem está lendo esse post e tem Instagram, sigam eles que vocês vão ser inundados de boa informação sobre cervejas, os irmãos Diego e Patrick mandam muito bem) acabei tendo a honra de beber. Vindo da Bélgica, falaremos de uma cerveja feita pela cervejaria Duvel Moorgat, a ótima Vedett, que já passou aqui no BMdC com a ótima versão Witbier, agora, troca a suavidade do estilo Witbier para um sabor mais marcante e com muito mais amargor, e temos pra hoje a também ótima Vedett IPA.

A Vedett IPA é uma cerveja que tem como particularidade o uso de leveduras belgas. E o que é isso BMdC? Quem acompanha esse blog desde o início viu que foi feito alguns posts explicando para que serve cada ingrediente, e a levedura, ou fermento, serve para transformar os açúcares do malte em álcool, isso numa forma simples de explicar, porém, algumas leveduras ajudam a potencializar aromas e sabores, e as leveduras belgas tem como característica potencializar tanto aroma quanto sabor frutado e condimentado de suas cervejas, e o resultado disso numa IPA ficou extremamente interessante.

Espuma bonita e cremos com boa formação e duração.

Vendida em garrafas de 330 ml com apenas 5,5% de graduação alcoólica, a Vedett IPA é uma cerveja com uma bela coloração laranja turva, e essa cerveja produz uma espuma branca com bolhas grandes, boa formação e duração, e essa espuma vai deixando suas marcas nas bordas do copo, diminuindo o tamanho do colarinho até ficar uma camada fina de espuma no final do copo. No aroma, a junção dos lúpulos utilizados com a levedura belga fez essa cerveja ter um aroma bastante cítrico, muito gostoso e agradável. Esse aroma lembra tangerina, e de forma mais sutil manga e mel. Seu sabor acompanha o aroma, no primeiro gole, uma explosão de amargor toma conta a boca, mas um fato que eu achei engraçado, parecia que a cada gole o nível de amargor baixava, não era aquele amargor resinoso, até desagradável de beber no início, mas no final esse amargor estava bem mais suave. Você que está lendo esse post, nunca tomou uma IPA por medo de não curtir um amargor mais forte, recomendo experimentar essa Vedett IPA, acredito que ela vai te satisfazer.

Geralmente uma boa IPA acompanha muito bem queijos de sabor mais forte, carnes grelhadas e assadas e comida indiana (ah, com certeza né rsrsrs). E ela pode ser encontrada em lojas especializadas em cervejas tanto físicas quanto virtuais. Se você já experimentou a Cerveja Vedett IPA, conta pra gente o que achou dela, se gostou, se não gostou, pode ser tanto aqui abaixo quanto no nosso e-mail bebacomagente@blogmundodacerveja.com.br.

Grande abraço à todos que acompanham esse blog que é feito com tanto amor e carinho. Saúde à todos!!!

 

Cerveja Insana Chocolate Porter

Cerveja Insana Chocolate Porter

Olá galera cervejeira, tudo bem com vocês???

Hoje é um dia de alegria no BMdC. Quem está lendo esse post deve estar se perguntando. Eu explico. É que hoje temos a honra de ter uma belíssima cervejaria estreando aqui no blog, há muito tempo eu queria ter o prazer de falar de suas elogiadas e premiadas cervejas, pois bem, chegou a hora: Senhoras e Senhores, apresento à vocês, vindo da cidade de Palmas – PR, a Cervejaria Insana!!! E a sua premiada Insana Chocolate Porter!!!

Segundo seu site (www.cervejainsana.com.br) “a Cervejaria Insana foi criada a partir da amizade de 3 cervejeiros caseiros. Eles começaram a produzir cervejas para consumo próprio e de familiares, e com o passar do tempo, os amigos desses cervejeiros começaram a apreciar as cervejas, e assim surgiu a ideia de transformar o hobby em negócio”,  e o motivo desse nome incomum se dá pois “considerados por muitos como insanos por querer produzir cervejas diferenciadas no interior do Paraná, mantiveram o desejo de produzir cervejas da mais alta qualidade”. Pra mim não os vejo como insanos, e sim como visionários e vencedores, e é isso que comprova a história de sucesso dessa cervejaria.

Cerveja de média formação e curtíssima duração de espuma.

Vendidas desde garrafas de 500 ml até barris de 15, 30 e 50 litros com um lindo rótulo, e nesse rótulo há uma história de superação e “insanidade”, (no caso da Insana Chocolate Porter, a história é a de Karl Benz que ousou e desenvolveu o primeiro motor de combustão interna), já a cerveja, ela tem 4,9% de graduação alcoólica, e apenas 23 IBU de amargor. Por causa da utilização de uma seleção de maltes caramelos e escuros, ela tem uma coloração marrom com nuances avermelhados quando colocada contra a luz, sua espuma é de cor bege bastante claro com média formação, mas curtíssima duração. Seu aroma lembra muito um chocolate amargo devido ao uso dos maltes citados acima, o nome da cerveja não é em vão, e em segundo plano, de forma mais sutil, dá pra perceber o aroma de café. Cerveja bastante saborosa, seguindo fielmente o aroma, em primeiro plano o chocolate amargo, e no final do gole, sente-se mais o gosto de café. Cerveja bastante encorpada, e ótima companhia para um dia/noite de frio que estamos enfrentando ultimamente.

Cerveja premiada com a Medalha de Ouro no Festival Brasileiro da Cerveja 2013 que foi realizado na cidade de Blumenau – SC. Com tudo isso, pode-se dizer que foi “insanidade” de minha parte ter demorado em experimentar e falar sobre essa bela cerveja.

Detalhes na parte traseira do rótulo

E segundo o site da cervejaria (www.cervejainsana.com.br) a Insana Chocolate Porter é uma companhia ideal para acompanhar carne de porco assada, sobremesas de chocolate, e frutas vermelhas. E ela pode ser encontrada em grandes hipermercados, lojas especializadas em cervejas tanto físicas quanto virtuais. Se você já experimentou a Cerveja Insana Chocolate Porter, conta pra gente o que achou dela, se gostou, se não gostou, pode ser tanto aqui abaixo quanto no nosso e-mail bebacomagente@blogmundodacerveja.com.br.

Grande abraço à todos que acompanham esse blog que é feito com tanto amor e carinho. Saúde à todos!!!

Onde encontrei: Hipermercado Extra

Valor: R$ 17,90

Cerveja Ditriguis Witbier #invasaocarioca – Parte 04

Cerveja Ditriguis Witbier

Olá galeris cervejeiris, tudo bem com vocês?

Quem está lendo agora esse post deve estar se perguntando o porquê estou escrevendo assim. É por causa da bela cerveja que falaremos hoje. Mais uma linda homenagem da Brassaria Ampolis para um dos maiores artistas do Brasil, o grande Mussum, que fez parte do grupo Originais do Samba, e Os Trapalhões. Essa já é a terceira homenagem que a Brassaria Ampolis fez, a primeira é a Biritis, uma ótima Vienna Lager, depois foi lançada a Cacildis, uma Premium Lager puro malte muito saborosa, agora é a vez de um estilo que eu particularmente gosto muito, e que na minha opinião é a cara do Rio de Janeiro, terra de onde veio essa bela cerveja: a Witbier, e mais um nome bonito e estiloso, com vocês a Ditriguis.

Espuma branca de pouca formação e duração marca a Ditriguis.

O estilo Witbier é vindo da Belgica, e são cervejas feitas com trigo e cevada, e “temperadas” com cascas de laranjas e semente de coentro, e diferentes das tradicionalíssimas cervejas de trigo alemãs, as Witbiers utilizam trigo não maltado. Além disso, elas têm uma coloração bastante clara e turva, pelo fato de elas não serem filtradas. Já passaram alugmas Witbiers aqui no blog desde as belgas Vedett e Hoegaarden, até as brasileiras Amazon Beer Witbier Taperebá, Suméria Cambuça Blanche e a Lhama Loca Witbier. No caso da Ditriguis, além do trigo, tradicional das Witbiers, ela consta com um blend de cascas de laranjas, e a inclusão de pimenta-da-jamaica na receita que deu um toque diferenciado na cerveja.

Vendida em garrafas de 355 ml com um rótulo muito bonito com o homenageado em destaque, e com 4,5% de graduação alcoólica, ela é uma cerveja de coloração bastante clara e turva, que conforme dito acima é do estilo Witbier. Cerveja com espuma branca de pouca formação e duração. Aroma muito bom, cítrico vindo das cascas de laranjas e especiarias utilizadas na receita, e um sabor que segue o aroma, cítrico, rico, saboroso, e um final levemente picante devido à pimenta da Jamaica utilizada na receita. Cerveja de corpo leve e bem carbonatada, que a deixa muito refrescante, uma belíssima cerveja, e outra belíssima homenagem ao grande Mussum.

Detalhes de seu belo rótulo

A Ditriguis combina muito bem com refeições leves, como saladas e peixes. E ela pode ser encontrada em grandes hipermercados, lojas especializadas em cervejas tanto físicas quanto virtuais. Se você já experimentou a Ditriguis, conta pra gente o que achou dela, se gostou, se não gostou, pode ser tanto aqui abaixo quanto no nosso e-mail bebacomagente@blogmundodacerveja.com.br.

Grande abraço à todos que acompanham esse blog que é feito com tanto amor e carinho. Saúdis à todis com boas beicadis!!!

Onde encontrei: Hipermercado Extra

Valor: R$ 16,90

Cerveja Colorado Vixnu

Cerveja Colorado Vixnu

Olá galera cervejeira, tudo bem com vocês??

Hoje o BMdC volta seu olhar para uma das cidades mais tradicionais no que se refere à cerveja de qualidade. Sim, estamos falando de Ribeirão Preto – SP, e a cervejaria é conhecida e respeitada em todo o Brasil: a Cervejaria Colorado, que já passou aqui no blog primeiramente com a sua versão Pilsen com mandioca: a Colorado Cauim, depois, uma deliciosa Weiss com mel de laranjeira: a Colorado Appia; depois falamos de uma IPA com rapadura: a Colorado Indica, e a última cerveja da Colorado que apareceu aqui foi uma Porter deliciosa com inclusão de café da Alta Mogiana: a Colorado Demoiselle. E hoje vamos falar de toda a força, sabor e amargor de uma Imperial IPA com a inclusão de rapadura: falaremos hoje da Colorado Vixnu.

A Imperial IPA é um estilo de cerveja que também é conhecido como Double IPA, já foi falado no blog anteriormente com as ótimas Invicta 1000 IBU e Blumenau Capivara Double IPA, e no caso da Colorado Vixnu, ela é uma cerveja que foi criada em 2010 a partir da receita da Colorado Indica, só que com uma bela turbinada na quantidade de malte e lúpulo, com isso seu amargor e sua graduação alcóolica aumentaram, e também o seu sabor.

“Então a diferença entre IPA e Double/Imperial IPA é que a segunda é mais alcoólica e com mais amargor?” deve estar se perguntando quem está lendo esse post. Sim, isso mesmo. Já que a Colorado Vixnu foi criada a partir da Colorado Indica, nada melhor que comparar uma com a outra nos dois quesitos: Enquanto a Indica tem 7% de graduação alcoólica, a Vixnu tem 9,5%. E enquanto a Indica tem bons 45 IBUs de amargor, a Vixnu extrapola para 75 IBUs.

Cerveja com uma linda espuma de bolhas pequenas que a deixam com aspecto cremoso.

Cerveja de uma bela cor avermelhada e com uma espuma muito bonita com bolhas pequenas que a deixam com aspecto cremoso, com uma bela formação e duração, com uma lamina de espuma até o final do copo, seu aroma é uma pancada frutada cítrica de maracujá derivado do lúpulo utilizado, e seu sabor tem um início adocicado da rapadura, mas no final do gole, esse lúpulo equilibra o sabor com seu bom amargor. Excelente opção para quem gosta de cerveja com um amargor alto, mas com outros atributos. Não é uma cerveja indicada para quem quer uma cerveja simples e que apenas mate a sede.

A Colorado Vixnu combina muito bem com comidas condimentadas e queijos fortes. Encontrada em hipermercados e lojas especializadas em cervejas especiais, tanto físicas quanto virtuais e bons bares especializados em boas cervejas. Se você já experimentou a Cerveja Colorado Vixnu, me fala o que achou dela, se gostou ,se não gostou. Criticas, dúvidas, sugestões são sempre bem vindas tanto aqui no blog quanto no nosso e-mail bebacomagente@blogmundodacerveja.com.br.

Grande abraço à todos que acompanham esse blog que é feito com tanto amor. Saúde à todos!

Onde encontrei:

www.emporiodacerveja.com.br

Valor: R$ 15,90

Cerveja Votus Nº 006 – German Pils

VOTUS 006 (8)

Cerveja Votus Nº 006 – German Pils

Olá galera cervejeira! Tudo bem com vocês?

Hoje voltamos a mirar nosso olhar para a cidade de Diadema – SP onde fica situada a Cervejaria Votus, jovem e competente cervejaria artesanal que já passou no blog com suas Votus Nº 003 – Doppebock e Votus Nº 004 – Brown Ale. E hoje a cerveja da vez é a Votus Nº 006 – German Pilz, uma Pilsen de estilo alemão.

Conforme foi comentado no post da Votus Nº 003 – Doppelbock “A Cervejaria Votus  chegou ao mercado no final de 2014, seu nome, segundo o site da cervejaria (www.cervejavotus.com.br) “vem do latim, que em português significa voto, no sentido de que todos nós podemos, e devemos manifestar nossa opinião sobre algo ou alguém”.

Quem está lendo pode se perguntar: Ué, essa é uma German Pils, e qual é a diferença da Bohemian Pilsner em relação a esse estilo alemão de cerveja? A diferença está que enquanto a Bohemian Pilsener é mais maltada e menos lupulada,  acontece o inverso na German Pils, menos maltada e mais lupulada.

Vendidas em garrafas de 300 ml, com um belíssimo rótulo autoexplicativo, ela tem 5,0 % de graduação alcoolica e 25 IBUs de taxa de amargor, ela é uma cerveja de cor dourada límpida, um pouco mais escura que as “Pilsen” que são vendidas no mercado, com uma belíssima, consistente e cremosa espuma de boa formação e duração, até o final do copo ficou uma pequena barreira de espuma que se manteve consistente até o final. Normalmente uma cerveja da família Lager (a Pils faz parte da família Lager, aquelas cervejas de baixa fermentação) não tem um aroma tão pronunciado, e esse também é o caso da Votus Nº 006, mas mesmo assim é notável a presença do aroma do malte e um pouco do aroma herbal dos lúpulos utilizados em sua receita. E seu sabor é um pouco mais amargo que uma Bohemian conforme foi comentado um pouco antes, pelo fato de sua receita priorizar um pouco mais o lúpulo em relação ao malte. Mas isso não impede da Votus Nº 006 ser uma cerveja bastante refrescante, e que caiu bem nesse dia mais quente.

VOTUS 006 (9)

Pense numa cerveja que tem uma espuma linda, consistente e cremosa.

Segundo seu site, a Votus Nº 006– German Pils harmoniza muito bem com pratos apimentados, como a culinária mexicana, indiana e tailandesa, além de frutos do mar e mariscos. Também combina muito bem com peixes de sabores intensos, como salmão defumado e sardinha, além de claro, um bom churrasco.

Encontrada em lojas especializadas em cervejas especiais, tanto físicas quanto virtuais e bons bares especializados em boas cervejas. Novamente eu falo que não estou ganhando nada em falar desse lugar, mas sou do tipo de pessoa que valoriza um bom lugar e um bom atendimento, eu encontrei essa cerveja em uma belíssima loja especializada em cervejas aqui em Santo André chamada Mais Uma Dose. Quem estiver lendo esse post e for da região do ABC, recomendo fortemente uma visita a essa loja, principalmente aos sábados, pois nesse dia sempre tem um bom Food Truck na porta da loja (endereço abaixo) Se você já experimentou a Cerveja Votus nº 006 – German Pils, me fala o que achou dela, se gostou ,se não gostou. Criticas, dúvidas, sugestões são sempre bem vindas tanto aqui no blog quanto no nosso e-mail bebacomagente@blogmundodacerveja.com.br.

Grande abraço à todos que acompanham esse blog que é feito com tanto amor. Saúde à todos!

Onde encontrei:

Loja Mais Uma Dose (www.maisumadose.net) Rua Doutor Eduardo Monteiro, 158 – Jardim Bela Vista – Santo André – SP

Valor: R$ 80,00 (Kit completo, 05 cervejas + copo)

Cerveja Bier Nards Jundiahy (Edição Limitada)

20160807_172152_resized_1

Cerveja Bier Nards Jundiahy

Olá galera bonita que gosta de cerveja boa!!! Tudo bem com vocês???
Uma das coisas boas de poder falar de cervejas, é que a cada dia você encontra uma nova cervejaria com boas propostas. Na maioria das vezes, você encontra boas cervejarias em lugares distantes, mas é legal quando você encontra uma boa cervejaria perto de você. Esse é o caso da Cervejaria Bier Nards, bem perto de onde eu moro, na bela cidade de Jundiaí – SP. E a cerveja que apresento hoje é uma belíssima, gostosa, especial e limitada cerveja puro malte com adição de suco de uva, a Bier Nards Jundiahy, homenagem à cidade que é conhecida como a Terra da Uva.

Cervejaria criada em 2013, depois que seus dois sócios fizeram uma viagem para o interior paulista, e se encantaram com uma cervejaria artesanal. Segundo o site da cervejaria (www.biernards.com.br) “a paixão por cerveja já existia de longa data, mas depois de conhecer esse local, e todo o processo de fabricação, outros sentimentos começaram a surgir, dentre eles o desejo de conhecer mais sobre a cerveja, suas variedades e mistérios. Dái para a idéia de fabricar cerveja foi um pulo”. Outra coisa interessante é que a fábrica da Bier Nards está instalada em uma chácara em Jundiaí, num local cercado por imigrantes italianos com suas plantações de frutas, uvas e adegas de vinho tinto. Outra coisa legal é que eles disponibilizam na fábrica um espaço exclusivo para degustação de suas obras primas. Se quem está lendo esse post mora próximo de Jundiaí ou tem facilidade de visitar a fábrica, você pode agendar sua visita pelo próprio site da cervejaria.

Cerveja com espuma de média duração.

Cerveja do estilo Fruit Beer, aquelas cervejas com adição de frutas em sua receita, com 5,0 % de graduação alcoólica, sua coloração tem tudo a ver com as uvas que são usadas, uma coloração cor de vinho levemente turvo com uma espuma branca bonita de média formação, mas de pouquíssima duração. Num primeiro momento, ela pode até lembrar aqueles chopes de vinho que encontramos por aí, mas essa lembrança some de vez no momento que abrimos a garrafa, um líquido mais leve, pouco encorpado toma conta da taça, o aroma mais adocicado do chope de vinho dá espaço para um aroma mais cítrico, que lembra mais um vinho de mesa, mas sutilmente, percebe-se o aroma do malte utilizado nessa cerveja. Cerveja saborosa, quase nenhum amargor, sabor de um suco de uva sem açúcar com ótima carbonatação, as uvas utilizadas nessa cerveja deixam seu aroma e sabor bem evidentes. Muito gostosa de beber, foi um grande prazer conhecer essa cerveja.

Essa cerveja foi um grande presente de um grande amigo que tive o prazer de conhecer nessa maravilhosa jornada que esse blog me proporcionou. Sempre segui e acompanhei suas postagens no Instagram, onde ele mostra um ótimo gosto para cervejas e um grande conhecimento. Falo do meu amigo Rodolfo Scrico, se caso quem estiver lendo essa postagem, siga o endereço @beerscrico que você terá muita informação boa de cerveja. E falo pra vocês que os elogios a essa cerveja não se devem ao fato de ser um presente de um bom amigo. Ele sabia que ia postar sobre a cerveja, e a primeira coisa que ele me disse, é que se ela não fosse do meu gosto, que eu poderia meter o pau nela…rsrsrsrsrs. Mas, quando a cerveja é boa, não há motivo de achar ou inventar defeito, se ela é boa, é boa ué.

Conforme o site da cervejaria (www.biernards.com.br) “a Bier Nards Jundiahy combina muito bem com pratos leves, como saladas variadas, e com doces a base de fruta”.

PhotoGrid_1471210658431

Detalhes de seu belíssimo rótulo.

A Bier Nards Jundiahy não é tão fácil de ser encontrada pelo fato de ela ser uma edição limitada, com uma tiragem de 600 garrafas, mas acredito que a amiga cervejeira, ou amigo cervejeiro que está lendo esse blog se interessar por essa breja, ela possa ser encontrada. Se você já teve a felicidade de beber a Bier Nards Jundiahy manda o seu recado pra gente. Se você gostou dela, ou não gostou dela, fala pra gente ou aqui mesmo no blog, ou em nosso e-mail: bebacomagente@blogmundodacerveja.com.br

Grande abraço à todos que acompanham esse blog que é feito com tanto amor. Saúde à todos!

Cerveja Wigg Beer American IPA #invasaocarioca – Parte 03

Cerveja Wigg Beer American IPA

Olá galera cervejeira, tudo bem com vocês???

Hoje voltaremos a falar de uma cervejaria que gostei muito, e em sua primeira aparição aqui no blog mandou uma cerveja deliciosa, e eis que eles mantiveram a escrita com a cerveja que falaremos hoje. De Macaé – RJ, falaremos da Cervejaria Wigg Beer que quem acompanha esse blog já viu o post de sua ótima Weizenbier, agora vamos falar também de sabor, mas também de amargor com uma estupenda American IPA.

Conforme comentei no post da Wigg Beer Weizenbier, conheci a Wigg Beer pelo Instagram, e sua interação e simpatia, e paixão por cervejas acabou fazendo com que eu fizesse questão de além de conhecer por Instagram suas cervejas, também quisesse experimentá-las. Sábia idéia!

WIGG BEER AMERICAN IPA (3)

A Wigg Bier American IPA tem uma belíssima espuma, sedosa e cremosa.

Cerveja vendida em garrafas de 300 ml com 5,8% de graduação alcoolica e bons 63 IBUs de amargor, ela é uma cerveja de cor cobre turva com uma espuma muito bonita de cor bege clara, uma espuma sedosa e cremosa com boa quantidade e boa duração, deixando marcas da espuma nas bordas do copo e uma película de espuma até o final do copo, cerveja cheirosa, perfumada, aroma bem cítrico, frutado e fresco, sente-se o cheiro do maracujá com bastante evidência, mas também de forma mais sutil percebi o aroma de mel e caramelo, excelente aroma, muito saborosa, o seu sabor é uma explosão de amargor, mas não aquele amargor resinoso, que é até desagradável de sentir, e sim um sabor amargo agradável, que depois do gole ele implora por outro gole e assim sucessivamente. Cerveja bem encorpada e com boa carbonatação muito agradável de beber, pra quem já não tem medo ou preconceito com cerveja um pouco mais amarga, a Wigg Beer American IPA é uma ótima pedida!

Como diz o rótulo da Wigg Beer American IPA, ela “harmoniza com carnes vermelhas, petiscos e momentos especiais”. Essa cerveja ainda é um pouco difícil de encontrar, o mais fácil é falando diretamente com eles via Instagram no endereço @wiggbeer. E você, já experimentou a Cerveja Wigg Beer American IPA?? Gostou dela?? Não gostou dela?? Fala pra gente aqui mesmo no blog ou no nosso e-mail: bebacomagente@blogmundodacerveja.com.br. Sua opinião é de extrema importância pra gente, sejam muito bem vindos para dar suas criticas, opiniões, sugestões, elogios, fiquem à vontade.

Um forte abraço a todos e boas cervejas!!! Cheers!!!

Onde encontrei:

No @wiggbeer no Instagram

Valor: R$ 8,00 a garrafa + transporte

 

Cerveja Lhama Loca Witbier #invasaocarioca – Parte 02

Cerveja Lhama Loca Witbier

Olá galera cervejeira, tudo bem com vocês??

Hoje tenho o prazer de apresentar outra belíssima cervejaria artesanal, uma das que mais me identifiquei, seja pela qualidade da cerveja, seja pelo sabor, seja pela simpatia e irreverência das pessoas que tocam essa cervejaria, apresento pra vocês a carioca Lhama Loca, e sua estupenda Lhama Loca Witbier.

Quem vai falar um pouco da história da Lhama Loca é um de seus sócios, Marcelo Toledo. Fala aí Marcelo:

A concepção da Lhama Loca surgiu nas panelas de um apê, assim como outras boas cervejarias locais! Eu já fazia cerveja em casa desde 2011, quando meu amigo e sócio Nicolás me procurou para iniciarmos algumas brassagens juntos em 2015, justo para seu casamento, onde foram deliciosos 900L do famoso néctar da Lhama. Após estas brincadeiras no apê, Olívia e Nicolás me procuraram para fazer parte da Lhama Loca que já estava estabelecida no Rio de Janeiro. Com o crescimento da marca, fiquei encarregado das produções, que passaram a ser feitas também em BH, onde resido atualmente.

O nome é explicado desta maneira em nosso rótulo, e acho que resume nossa idéia:

“As índias da América Andina curtiam fazer seu fermentado nas panelas, mastigando e cuspindo suas sementes e frutos para elaborar a chicha.  A Lhama, que tem mania de cuspir (não nas panelas) e também vive nos Andes, resolveu igualmente macerar seu próprio fermentado paneleiro. Mas ela era Loca mesmo por cerveja, daí incrementou seu negócio e desde então reproduz receitas clássicas e cria invencionices para os novos paladares brasileiros.”

Queríamos uma mascote para nossa marca – adoramos a Lhama: iconoclasta, irreverente e misteriosa… virou nosso xodó.

Tive o prazer de conhecer essa cervejaria no 4º Festival da Cerveja Artesanal que aconteceu no Memorial da América Latina em Julho passado. Já a conhecia de ouvir falar, do Instagram, já seguia a marca, mas nunca tive a oportunidade de experimentar, e não sabia que ela iria participar desse festival. Andando pelo Memorial, com várias cervejarias já conhecidas, cervejarias muito amigas como a Fifties Beer, a Cervejaria Madalena, acabei encontrando um stand com um logo bem estiloso, uma Lhama, aquele animal simpático que vive na Cordilheira dos Andes com óculos escuros e cara de quem tá nem aí. Reconheci na hora, rsrsrsrs. Chegando lá, pessoal bastante simpático, e gosto muito de um estilo que eles estavam apresentando: a Witbier. Quem segue essa página já viu algumas cervejas desse estilo por aqui, como a Suméria Cambuça, a Amazon Witbier Taperebá, a Hoegaarden e a Vedett, e com isso, o Marcelo, que eu ainda não sabia que era o dono da cervejaria me explicando sobre a sua Witbier, fala aí de novo Marcelo:

A Witbier é nosso produto de partida e carro chefe. Achamos que é um estilo agradável, embora complexo e de ótima drinkability, que vai de encontro ao paladar dos novos consumidores brasileiros de cerveja. Adicionamos cardamomo ao produto, uma semente indiana, bem mentolada, muito utilizada na culinária asiática. Somados a esta, temos também a casca de laranja e a semente de coentro, clássicos ingredientes deste estilo belga.

Cerveja com espuma linda e cremosa

Vendidas em garrafas de 600 ml com um rótulo muito bonito e estiloso, com 5% de graduação alcoólica, ela é uma cerveja de cor dourada, levemente turva e com uma espuma branca bem cremosa e bonita, o aroma é rico e bastante fresco, lembrando as especiarias que são usadas em sua receita, sente –se bem o aroma das cascas de laranja, do coentro, percebia a presença de outra especiaria mas não conseguia lembrar qual, sabor segue muito bem o aroma, amargor bem leve, muito saborosa, e enquanto eu bebia, o Marcelo falava dos ingredientes e falou do cardamomo, que seu sabor e aroma lembrava a gengibre. Pronto, identifiquei o aroma e sabor que eu não conseguia, realmente ela fica com um sabor mais mentolado, mais picante, uma fantástica cerveja, muito boa mesmo. Outra daquele time que quando ela acaba eu fico triste. E fiquei mais triste ainda, pois eu cometi uma bela bobagem, fui embora do stand, passei um tempo e resolvi comprar a garrafa, poder saboreá-la novamente, mas cheguei tarde demais, já tinha acabado todas as garrafas. Agora das duas uma, ou esperar que eles voltem para outro festival, ou melhor, que eles vendam suas cervejas em SP, tenho certeza que o povo aqui gostou e iria adorar ver essa cerveja por aqui.

Esse de blusa preta é quem vos escreve, e a galera bacana da Cervejaria Lhama Loca.

Quem mora no RJ tem o prazer de encontrar com mais facilidade essa bela cerveja. Se já experimentou a Cerveja Lhama Loca Witbier e quer fazer um comentário, uma crítica ou uma sugestão fique a vontade, tanto aqui na página quanto no nosso e-mail bebacomagente@blogmundodacerveja.com.br. Boas cervejas a todos! Cheers!!

 

Conheça a @confraria27

Em primeira mão, o logotipo desenvolvido para a @confraria27.

Olá galera cervejeira, tudo bem com vocês?

Já ouviu falar da @confraria27? Se não ouviu, o BMdC vai te explicar.

A @confraria27 é um grupo de cervejeiros que tem suas páginas no Instagram (a qual eu tenho uma enorme honra em fazer parte) totalmente focados em divulgar os mais diversos rótulos de cervejas (nacionais internacionais), além de dicas, bares, promoções e tudo sobre o universo cervejeiro, sempre com muito bom humor e autenticidade.

Abaixo a lista dos integrantes desta Confraria:

» Alexandre – @o_cervejonauta
» Anderson – @caballariusemporiumbeer
» Ângelo – @cacador_de_cerveja
» Cristian – @1000beerlabels
» Danilo – @cevadapura
» Os irmãos Diego e Patrick – @vaiumabrejaai
» Eduardo – @horadogole
» Fabricio – @brejatorium
» Gabriel – @the_breja
» Guilherme – @umgoleoumais
» Pablo – @guitarbeeroficial
» Polinesio Magrão – @bar_do_magrao
» Thiago – @cervanossadecadadia
» Werlley – @bhcerveja
» Matheus – @lajehomepub
» Gustavo – @unidospelolupulo
» Vinicius – @likeabossonbeer
» Marcelo – @homemcerveja
» Bruno – @wiggbeer

E esse que vos fala @blogmundodacerveja. Quem tem Instagram, pode seguir essa galera que vai ter muita informação de qualidade sobre o universo cervejeiro. Se não tem, seria ótimo criar um para acompanhar as novidades.

Fiquem ligados! Sempre grandes postagens e muita coisa boa vem por aí!

Ótimo domingo pra todos!!! Saúde!!!