Resenha Cervejeira: Cerveja Juan Caloto Una Boca Con Tierra Non Conta Mentiras 

22 de dezembro de 2017 0 Por blogmundodacerveja

Hola chicos chicos cerveceros, tudo bien con usted??” 

Hoy voltaremos a hablar de una cerveceria…” É galera cervejeira, toda vez que falamos sobre os amigos da Cervejaria Juan Caloto, confundimos os idiomas né?? Já aconteceu antes quando falamos de uma das cervejas mais sensacionais que bebemos no ano de 2017, a Mi Nombre És Vinganza, uma Little Bit Sour Double Juicy IPA, e agora quando iremos falar de outra cerveja, também com um nome grande, mas otima cerveja também, hoje é dia de Juan Caloto Una Boca Con Tierra Non Conta Mentiras, uma Saison (ou Farmhouse Ale) com adição de pitangas e amoras. 

Infelizmente não tínhamos conseguido achar nada sobre a história da Cervejaria Juan Caloto na postagem da Mi Nombre És Vinganza, hoje a situação é completamente diferente, descobrimos assistindo vários vídeos sobre eles no You Tube que o Felipe (John, o Juan da Juan Caloto) e Marcelo (Calote, o Caloto da Juan Caloto) iniciaram sua produção de cervejas em casa, como todo bom cervejeiro. No ano de 2015, eles participaram em um crowdfunding do Social Beers, conseguindo o valor desejado para fazer sua cerveja em uma cervejaria de forma muito mais rápida do que planejado. Foram 600 bandoleros que auxiliaram eles a levarem para a Cervejaria Blondine como uma cervejaria cigana, e com a ajuda do excelente Mestre Cervejeiro Victor Marinho a primeira leva de seu primeiro rótulo a Juan Caloto Wild West IPA (que em breve estará aqui no BMdC também). Depois desse sucesso, foram feitos algumas evoluções na receita, e se antes a Juan Caloto era vendida em garrafas de 310 ml, agora são vendidas em latões de 473 ml, como todas as outras cervejas da linha. Outra coisa legal sobre a Juan Caloto é que o Marcelo, o Calote é desenhista, e foi ele quem criou o personagem que impera em seu logotipo e nos rótulos das cervejas. E ele comenta que o Juan Caloto tinha que sair do cruzamento dele, com o Felipe John e com o ator Danny Trejo, e dessa mistureba saiu o simpático personagem Juan Caloto. 

Da mistura do Fepipe (Juan) + Marcelo (Calote) + Danny Trejo = Juan Caloto!

E como gostamos além de falar sobre a história da cervejaria em questão, também gostamos de falar um pouco sobre o estilo da cerveja se caso ela ainda não apareceu aqui no BMdC, caso da cerveja de hoje. Então bora entender um pouco sobre a Saison, ou Farmhouse Ale, esse estilo que está começando a crescer entre as cervejarias nacionais. Pesquisando a respeito, encontramos uma explicação sobre esse estilo no blog Bebida Express (http://www.bebidaexpressblog.com.br/cerveja/conheca-mais-sobre-a-cerveja-do-estilo-saison-ou-farmhouse-ale) e lá eles contam que “Esse estilo de cerveja surgiu nas fazendas de Valônia, uma região rural localizada ao sul da Bélgica. Por essa razão, esse estilo também é conhecido como Farmhouse Ale, que em tradução livre significa “casa da fazenda”. Sua produção era sazonal (daí o nome Saison), sempre ao fim das estações frias, para que os trabalhadores não ficassem “ociosos”, já que no inverno a demanda de trabalho era menor, e também porque o processo de fermentação em estações quentes era afetado, levando a grande maioria das garrafas produzidas nessas estações a estragar. Como não existia refrigeração na época, a cerveja teria que ser produzida em temperaturas amenas, ser resistente e robusta para aguentar a subida do termômetro, e ao mesmo tempo ser agradável e refrescante para matar a sede”. 

Cerveja vendida em latas de 473 ml com uma obra de arte em forma de rótulo (tradição das cervejas da Juan Caloto) com 6,5 % de graduação alcoólica (IBUs não informados), cerveja de coloração âmbar alaranjado, com espuma de boa formação, porém, baixa duração. No aroma, a Una Boca Con Tierra Non Conta Mentiras é bastante frutado, sem ser aquele frutado cítrico, e sim um frutado mais adocicado, pelo fato da utilização de pitanga em sua receita. Outra coisa que notamos em se tratando de seu aroma, é que no meio do copo em diante, com a temperatura do líquido mais alto, percebemos também a presença de especiarias, o aroma ficou ainda mais “temperado” que do início, e o que era bom ficou ainda melhor. O sabor da Una Boca Con Tierra Non Conta Mentiras impera o azedo das frutas incluídas na receita, porém, esse azedo é um pouco diferente de uma Sour, é complicado explicar, mas ao mesmo tempo que ele não é tão agressivo quanto a Sour, o azedo dessa cerveja é mais intenso, e esse azedo encobre o amargor (pouco notado) dos lúpulos utilizados. Uma cerveja com leveza e refrescância, ótima para beber em dias e noites tão quentes que estamos enfrentando ultimamente. 

Opinião do BMdC sobre a Una Boca Con Tierra Non Conta Mentiras: Uma cerveja que gostamos muito, bem diferente de todas que bebemos até hoje aqui no blog, mas com elementos que apreciamos numa cerveja como aroma e sabor intenso, um paladar mais azedo, e principalmente pela temperatura que estamos enfrentando ultimamente, muita refrescância. Uma cerveja que recomendamos fortemente para a galera cervejeira que está lendo essa postagem. 

A Juan Caloto Una Boca Con Tierra Non Conta Mentiras é vendida nas melhores lojas de cervejas especiais tanto on-line quanto físicas. E você que está lendo essa postagem, já experimentou essa cerveja?? O que achou dela, gostou ou não gostou?? Fala pra gente aqui nos comentários no final da postagem, ou se preferir, manda um e-mail para bebacomagente@blogmundodacerveja.com.br 

Saúde galera cervejeira, e bora beber!!