Resenha Cervejeira: Cervejaria Abutres – Abutres Monachus/Terra à Vista (Colab com a Under Tap Brewing Co.)

7 de agosto de 2020 0 Por blogmundodacerveja

Por: Mari Linhares/Pedro Freitas

 

Olá galera cervejeira, tudo bem com vocês?

Hoje, no Dia da Cerveja, o BMdC vai alçar voos mais altos!! Por que estamos afirmando isso? Pois nós vamos pegar carona nas asas da ave que batiza a cervejaria que iremos resenhar. Bora falar da Cervejaria Abutres, que já passou por aqui com a Abutres Torgos, cerveja que apresentou a Abutres para o grande público. 

Agora é hora de falar de seus novos lançamentos, sendo que um deles é uma colab com a Under Tap Brewing Co. de Santo André-SP. Em Bragança Paulista a Mari experimentou a Monachus, NE IPA com os lúpulos Mosaic, Galaxy, Citra e Amarillo, e em São Paulo, o Pedro bebeu justamente a colab entre a Abutres e a Under Tap, a Terra à Vista, NE IPA com os lúpulos Citra, Amarillo, e Bru-1.

Conheça a Cervejaria Abutres

Quem lê os posts do BMdC sabe bem que gostamos muito de falar sobre a história da cervejaria que passa por aqui, e no Instagram da Abutres cervejaria tem uma história bem completa sobre ela que eu mostro pra vocês: “Em meados de 2008, um grupo de amigos de Porto Alegre passou a se reunir nas quintas-feiras à noite, após as aulas na faculdade, para relaxar e tomar uma cerveja. O que começou como um encontro informal, logo evoluiu para um compromisso semanal e uma ocasião importante para todos os envolvidos. Com o tempo, o evento foi batizado de “Quinta Abutre”.

Mas, porque “Abutre”?

Em quase todo grupo de amigos, existe aquele que leva cerveja comum, por vezes quente, e quer tomar a boa e gelada cerveja artesanal dos colegas. De forma bem-humorada, os que o faziam eram chamados de “abutres”. Com o tempo, a alcunha se transformou em um símbolo de união, amizade e compartilhamento.

A partir do interesse em comum no universo de cervejas especiais, o grupo começou a estudar e pesquisar sobre o processo de fabricação caseira, na própria “Quinta Abutre”. Após alguns anos, já alocados na cidade de São Paulo, alguns desses amigos decidiram profissionalizar o que até então era um hobby, e trazer ao mercado brasileiro de cervejas artesanais uma opção de qualidade, com transparência e preço justo para a proposta oferecida, compartilhando as suas melhores receitas.

Nasceu então a Cervejaria Abutres. Afinal, nada mais justo que homenagear os amigos que fizeram parte dessa história!”

Bora falar um pouco também da Under Tap Brewing Co?

Nada mais justo né, já que vamos falar de uma cerveja que é colaborativa entre a Abutres e a Under Tap. A Under Tap Brewing Co. é uma nanocervejaria artesanal e Tap House situada em Santo André SP, que completou um ano de vida em novembro de 2019.

Feito! Agora que as duas cervejas, a Cervejaria Abutres e a Under Tap Brewing Co. foram apresentadas, bora falar sobre as cervejas do post. 

Mari, conta pro povo sobre a Abutres Monachus:

A Abutres Monachus é uma cerveja vendida em latas de 473ml, com 7,1% de graduação alcoólica, e 53 IBUs de amargor.

A cor dessa cerveja é muito linda, um amarelo vivo, bem turva, parece um realmente um suco. Espuma branca de boa formação, bastante densa, deixando Belgian Lace ao redor do copo. Seus aromas são bem presentes de frutas tropicais, com lembranças de manga, maracujá, laranja, pêssego. No paladar vem uma lembrança do aroma, mas mais suave. O leve dulçor do malte se confunde ao frutado, trazendo a sensação de fruta madura, seguido pelo amargor mais mais intenso e bem presente, bem equilibrado, e limpo. Uma breja bem fácil de tomar.

E você Pedro, o que tem a dizer sobre a Abutres/Under Tap Terra à Vista:

A Abutres/Under Tap Terra à Vista é uma cerveja vendida em latas de 473ml, com 7,1% de graduação alcoólica, e 52 IBUs de amargor.

A Abutres/Under Tap Terra à Vista é uma cerveja de coloração amarelada bem turva, muito bonita, com espuma branca de boa formação e duração, deixando vários Belgian Lace até o final do copo. O aroma desta cerveja é absurdamente frutado, com presença de frutas cítricas e frutas amarelas como laranja, manga, maracujá, uma verdadeira salada de frutas dentro dessa cerveja. E isso é compreensível por causa dos lúpulos utilizados nessa cerveja: Citra, Amarillo e Bru-1, além dessa cerveja ter passado por duplo dry-hopping. No sabor, as características de frutas cítricas e amarelas do aroma também são bem perceptíveis, além de um paladar bastante Juicy, realmente um sucão de frutas em forma de cerveja (ou seria uma cerveja em forma de sucão de frutas?) Duas coisas me chamaram a atenção positivamente nesta cerveja que geralmente não se encontra em cervejas do estilo: ela tem um bom teor de amargor e também um corpo baixo, não é uma cerveja mais pesada, e esses detalhes que mencionei deixaram a cerveja bem fácil e prazerosa de se beber.

E você que chegou até o final desse post, já bebeu alguma cerveja da Cervejaria Abutres?? O que tem a dizer sobre elas?? Conta pra gente aqui no final do texto, sua opinião tem muita importância.

Saúde galera!!